A Empresa Doméstica

Nos dias de hoje, me lembro muito de um ditado que ouvia de meus avós “se a vida lhe der limões faça uma limonada’…

Que enorme exemplo de sabedoria dos que viveram mais do que eu, e na simplicidade de algo tão simples como fazer uma limonada me ensinaram que sempre devemos olhar para as coisas positivas que mesmo as adversidades nos trazem.

Estamos todos, sem exceção e mundialmente falando, passando por um momento em nossa história. Nunca sequer tinha imaginado o que estamos vivenciando nesses dias, a não ser em filmes de ficção cientifica.

E por conta desse confinamento, vivenciando o dia a dia de minha casa, imaginei o que chamo “empresa doméstica”.

Sim, empresa doméstica, pois fazendo uma analogia com a nossa condição de empresários Cristãos, podemos em um exercício de imaginação simples entender nossa família como uma empresa.

Todos sabemos que a Família é a célula principal da nossa sociedade. Famílias são células, que formam tecidos, que formam órgãos, que por sua vez fazem parte de um dos sistemas, os quais formam o corpo.

Como em uma empresa, em nossa família temos um espaço físico onde nos reunimos, níveis hierárquicos, atividades individuais e conjuntas, produção, manutenção, fornecimento de matéria prima etc.

E tal qual em empresa, cada membro tem sua participação, contribui da forma que pode para o bem do todo, e o trabalho de todos reflete no sucesso ou não. Mesmo quem mora sozinho pode ser comparado a uma empresa individual.

Quando uma empresa está bem, existe prosperidade, realização, alegria, amor, respeito e senso do bem comum. O resultado é sucesso, que se reflete em amor, diálogo e cumplicidade.

Porém quando ocorre o contrário, não existe apoio, respeito, solidariedade, cada um age de acordo com suas vontades e necessidades, e essa tal empresa está fadada ao fracasso e a falência.

É claro que se trata de um exemplo lúdico

Vamos aproveitar esse tempo de quarentena, que consigamos refletir, e avaliar como anda nossa “empresa Familiar”.

Grande abraço

Maria Inês Cardoso
Diretora Social da ADCE Sorocaba

3 comentários Adicione o seu
  1. Excelente reflexão ! Nesta quarentena muitas empresas domésticas estão descobrindo o trabalho em equipe e principalmente estão podendo olhar o outro e perceber a necessidade de cada um.

  2. Excelente reflexão ! Nesta quarentena muitas empresas domésticas estão descobrindo o trabalho em equipe e principalmente estão podendo olhar o outro e perceber a necessidade de cada um.

Deixe uma resposta para Regina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *