Confira o que aconteceu!

Olá!
No dia 27/04/2017 (quinta-feira) tivemos a honra de ter a presença de Gabriel Jeszensky ministrando a palestra “Empresas Familiares Perenidade”, um encontro  que promoveu não somente um momento de aprendizado e reflexão mas momento de interação entre todos os presentes durante o café da manhã!

Trouxemos para você um pouco do que nos foi apresentado, esperamos que possa absorver as informações aqui colocadas e aplicar em seu negócio!

Uma empresa familiar enfrenta desafios únicos mas também tem vantagens únicas.Enquanto outras organizações medem seus resultados por trimestres, uma empresa familiar o faz por gerações.
Algumas empresas se concentram no valor econômico, uma empresa familiar precisa se preocupar, também, com os valores culturais a fim de preservar a empresa para seus sucessores e, talvez, deixar a sua marca para a posteridade.
Por outro lado, a dinâmica familiar e alguns fatores não comerciais podem inviabilizar até mesmo a mais rentável das empresas, especialmente em situações como uma transição de gerações ou uma crise econômica interna.
Além das preocupações tradicionais de qualquer empresa – planejamento estratégico, finanças, impostos, eficiência operacional, compliance, concorrência, gestão de pessoas, tecnologia, infraestrutura e, claro, crescimento – as empresas de controle familiar precisam também estar atentas a outras questões. Sua estratégia de negócios precisa incoporar a dimensão das necessidades da família, como sucessão , necessidade de dividendos e estruturação tributária para atender os aspectos societários.
Histórico e Origem
Inicio do século XVI com as capitanias hereditárias e as conquistas e ocupações de território e novo continente.
Origem das empresas à partir de movimentos migratórios como o italiano, o português, o japonês e o alemão entre outros.
A empresa familiar pode ser definida como: “Aquela que nasceu de uma pessoa, um empreendedor. Ele a fundou, a desenvolveu, e, com o tempo, a compôs com membros da família a fim de que, na sua ausência, a família assumisse o comando. É a que tem o controle acionário nas mãos de uma família, a qual em funções desse poder mantem o controle da gestão ou de suas direções estratégicas.”
Definição de empresa familiar
O que de fato caracteriza a empresa familiar é a coexistência de três situações:
• a empresa é propriedade de uma família, detentora da toalidade ou maioria das ações ou cotas, de forma a ter o seu controle econômico.
• a família tem a gestão da empresa cabendo a ela a definição dos objetivos, das diretrizes e das grandes políticas.
• finalmente, a família é responsável principalmente pela administração do empreendimento, com a participação de um ou mais membros, no nível executivo mais alto.
A empresa familiar pratica o nepotismo sobre diversas formas, impossibilitando definitivamente a profissionalização. É imediatista, o que impede qualquer forma de planejamento empresarial.
A empresa familiar permite-se a uma organização formal, confusa e incompleta.Ela adota como valor básico a confiança pessoal, em prejuízo e competência, tornando-se incapaz de contar com técnicos e especialistas de gabarito.
Mais de 90% das empresas constituídas no país são familiares, 95% das empresas familiares são extintas no processo de sucessão à segunda ou terceira geração.
Apesar de serem consideradas um dos principais pilares da economia representando cerca de 65% do PIB e 75% da força de trabalho.
Longevidade e Perenidade
A longevidade e a perenidade são o que buscam as empresas para perpetuarem seus negócios, porém nem sempre as coisas acontecem dessa forma, principalmente, no caso da sucessão familiar.
Longevidade é a medida de tempo de vida e perenidade a sua continuidade sistemática. Assim, a primeira mede o tempo de vida de uma empresa e a segunda sua constância, sua perpetuidade, ou seja, sua eternidade.
Dentre os principais fatores que influenciam a longevidade e perenidade das empresas, um deles é preponderante, sua sucessão.
Aspectos concentuais básicos iniciais
Classicamente a EMPRESA tem definido na sua fundação: missão, visão e valores. Contudo na maioria das empresas estes conceitos não são seguidos na sua plenitudee muitos casos desconhecidos ao longo dos tempos.
Aspectos considerados necessários para a continuidade de um empreendimento baseiam-se:
·         Geração de riqueza / valor
·         Efetiva contribuição a comunidade
·         Valores éticos de comportamento
·         Sustentabilidade
Principais dificuldades das empresas familiares:
·         Falta de preparo e desinteresse de compromisso dos sucessores em assumir a gestão dos negócios.
·         Falta de preparo dos fundadores em “passar o bastão”.
·         Insistência dos fundadores com soluções que não consideram requisitos de competência e valores básicos conceituais.
·         Estratégias de longo prazo.
·         Inércia em relação ao entendimento dos cenários que interferem nos resultados da empresa no médio e longo prazo.
·         Estrutura de capital inadequada.
·         Conflito de interesse entre os herdeiros, ausência da meritocracia como fator fundamental para a geração de riqueza e a continuidade plena dos negócios.
·         Dilapidação do patrimônio da empresa através de ações não inerentes aos negócios propriamente Þ Planejamento Patrimonial.
·         Contínua perda de valor de mercado da empresa
Consolidar a estratégia das empresas familiares
“A criação de uma ponte entre o curto prazo e o longo prazo”
As empresas familiares são um pilar da economia nacional e global. Se pensarmos nos milhares de colaboradores das empresas familiares e nos milhões de dólares para as exportações e para o produto interno bruto, temos uma noção da enorme importância do que estamos a falar.
O desafio da criação de uma ponte entre o curto prazo e o longo prazo nas empresas familiares é um tema crítico para a sustentabilidade futura de qualquer empresa familiar Þ estratégia, médio prazo, consolidar. Para além da profissionalização dos negócios, fator crítico de sucesso das empresas em rápido crescimento, é necessário ir mais longe preparando atentamente a sucessão. Alguns proprietários de empresas familiares assumem que “pensar em termos de gerações” significa que a questão do médio prazo se resolvera por si própria.
Cenários de médio e longo prazo
·         Enfrentar a globalização
·         Novas tecnologias
·         Comércio eletrônico
·         Substituição/desaparecimento de produtos tradicionais
·         Redes sociais / comunicações
·         Reciclagem / meio ambiente
·         Modelos empresariais
·         Compliance
·         Seguros operacionais
Planejamento Estratégico
“Sem um plano concreto, acordado e divulgado, o caminho para o sucesso resume-se à SORTE”
Tem que existir um plano estratégico claro que abranja todos os aspectos do negócio, e que esteja explicitamente alinhado com os planos e objetivos de longo prazo da família.
·         O importante é o “quê” e não “como”
·         Coloque-se no futuro e olhe para trás
·         Coloque-se no presente e olhe em volta SWOT e PESTAL
·         Promova a contribuição
Análise do ambiente interno
SWOT: o termo é uma sigla oriunda do idioma inglês, e é um acrônimo de FORÇAS (Strengths), FRAQUEZAS (Weaknesses), OPORTUNIDADES (Opportunities) e AMEAÇAS (Threats).
Análise do ambiente externo
PESTAL: a análise PEST é um acrônimo de análise Política, Econômica, Social e Tecnológica e consiste num enquadramento de fatores macroambientais usados como uma ferramenta na gestão estratégica de empresas. Alguns analistas adicionaram o fator Ambiental e Legal ,  expande-se o conceito PESTAL.
Governança Corporativa
Muitos empresários acham que a governança é algo aplicável apenas a empresa de grande porte, listada em bolsas de valores. Mas, na realidade, ela trás muitos benefícios também para o desenvolvimento de uma empresa harmonizando a gestão de assuntos familiares, além de facilitar a qualidade do fluxo de informações e do planejamento. Assim, eventuais conflitos familiares não chegam a afetar o dia a dia da empresa.
Conceituar os indicadores gerenciais comparados as melhores práticas empresariais.
·         Comerciais
·         Econômicos / financeiros
·         Tecnologia (produtos / processos)
·         Recursos humanos
·         Benchmarking
·         Consequentemente situando a empresa em relação a concorrência e o mercado em que atua
Sucessão
O  processo sucessório em uma empresa familiar é uma fase que será inevitável no decorrer dos anos. A partir do momento em que um empreendedor funda, arquiteta, lidera todo o conjunto de uma obra também há de existir um dia em que o mesmo tenha que sair de cena.
E consequentemente, é nessa hora que podem ocorrer tanto a continuidade do seu trabalho com sucesso para as gerações posteriormente como também a destruição por falta de planejamento.
Nesse sentido é necessário que o fundador reconheça que é preciso começar a se afastar de funções estratégicas da empresae começar a delegar funções aos membros familiares, pois um processo de sucessão só se consolida de modo integral a partir do momento em que o sucedido abra espaço para o sucessor agir, sem no entanto que esta signifique o afastamento total e abandono da empresa de forma direta.
Com base nas informações disponíveis através da vasta literatura publicada de forma contínua e a experiência prática no envolvimento de centenas de empresas ao longo dos últimos 50 ano recomendou:
·         As empresas familiares devem redobrar esforços para lidar eficazmente com a sucessão, e implementar planos robustos para resolvê-la,
·         O papel primordial da governança familiar e do papel da gestão
·         Criar espaço e tempo para levar a cabo um processo de planejamento estratégico rigoroso. Isto inclui um planejamento para o futuro da família, bem como para o da empresa.
·         É fundamental pensar de forma positiva sobre as oportunidades trazidas pela renovação digital. E isto significa enfrentar algumas das realidades mais duras sobre o futuro a longo prazo de algumas áreas do negócio.
·         a próxima geração tem um papel cada vez mais importante a desempenhar, quer na resposta à inovação, quer no processo de definição da estratégia e devem ser capacitados e apoiados nessa missão.
Fontes de Inspiração
Melhores momentos de uma gestão – Autor: Carlos Alberto Machado Corrêa
Marco Polo – Sua viagem começa aqui – Autor: Paulo Belini
Eggon João da Silva – Autor: Sônia Diegues e Leo Bruno
O profeta da inovação – Autor: Clovis Marques e Thomas K. Mc Craw
Liderança Heroica –  Autor: Chris Lowney

Agradecemos a presença de todos e esperamos que no próximo encontro possamos contar novamente com sua participação! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *