Prof. Marins destaca como será 2015 no Blog da ADCE SP- Núcleo Sorocaba

Quem tem medo de 2015?
Luiz Marins[i]
Acabou 2014. E que ano louco! Foi um ano para corações fortes. Copa do Mundo e eleições, competições e surpresas, escândalos por todos os lados.  Um ano para ser esquecido por muitos e lembrado por alguns.
E como será 2015?
Não quero ser um cavaleiro do Apocalipse, mas ele será mais difícil ainda. Teremos que ter ainda mais energia, muita garra e entusiasmo para vencer os desafios e as emoções que virão. Assim, terá medo de 2015 aquela empresa, aquele empresário e aquele profissional que ficar esperando a “crise” passar e não agir, dentro de suas possibilidades e condições para enfrentá-la, pois, com certeza a crise, mais cedo ou mais tarde, passará e precisamos estar preparados para acelerar quando a neblina passar.
Agora é hora de sentar em cima do caixa. É hora de planejar bem investimentos e gastos. É hora de diferenciar ainda mais nossa empresa buscando encantar e surpreender nossos clientes, pois eles, igualmente, estarão mais seletivos e exigentes. Sei que isso é mais fácil dizer do que fazer. Mas temos que acreditar que não nos resta outro caminho para vencer em 2015.
Assim, terão medo de 2015 aquela empresa que ainda estiver inchada, gorda, lenta, burocratizada e aquele profissional acomodado, que não investe em si próprio, que fica reclamando em vez de agir em direção a seu aperfeiçoamento pessoal e profissional.
Este novo ano nos mostrará com ainda mais clareza a verdade de que os competentes sobreviverão e vencerão – e terão mais uma vez o gosto da vitória.
            Conta uma velha história que um americano e um japonês (hoje seria um chinês) estavam caçando na África e ficaram sem munição. De repente viram um enorme leão que se aproximava. O japonês tirou os sapatos e começou a calçar o seu tênis de corrida. Ao ver o japonês colocando seu tênis, o americano lhe disse espantado: Você acha que de tênis correrá mais que o leão? Ao que o japonês lhe respondeu: Não preciso correr mais que o leão. Preciso apenas correr mais do que você!  
            Eis aqui uma boa lição para o ano que se inicia. No mundo de hoje, extremamente competitivo, na “selva” em que vivemos, temos que correr, pois para que sobrevivamos num mundo em que não é o maior que vencerá o menor, mas sim o mais ágil que vencerá o mais lento, temos que ter a velocidade necessária para correr mais que nossos concorrentes deixando-os, e não a nós, como presas do mercado. Para isso temos que decidir com rapidez, empreender novas ideias, enfim, agir.
            Seja você patrão, empregado, profissional liberal ou autônomo, o momento não é o de ficar esperando para ver as coisas acontecerem. É hora se ser proativo e não apenas reativo. É hora de acreditar em sua capacidade de vencer obstáculos, de correr mais que o leão e de atingir o sucesso e não só sobreviver.
            E para correr mais que o leão você tem que estar preparado e com o equipamento certo. Por isso, antes de sair correndo, lembre-se de se preparar bem, investir em você, estudar, ler e participar de todas as oportunidades que possam fazer de você um vencedor.
            Pense nisso. Sucesso!



[i]Antropólogo e Consultor – www.marins.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *