Sobrevivente

“Após um naufrágio, o sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido se agarrar a parte a parte dos destroços do navio para ficar boiando. Ele foi parar numa pequena ilha desabitada, fora de qualquer rota de navegação. E ele agradeceu novamente. Com muita dificuldade, consegui montar um pequeno abrigo para se proteger do sol, da chuva, de animais e também guardar os poucos pertences. E como sempre agradeceu.

Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia. No entanto, um dia quando voltava da busca por alimentos ele encontrou seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça. Terrivelmente desesperado o homem se revoltou e gritava chorando: “O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?”. Chorou tanto até adormecer profundamente cansado.

Amanheceu e ele foi despertado pelo som de um navio que se aproximava. Viemos resgatá-lo, disseram. Como souberam que eu estava aqui? Perguntou ele. Nós vimos o seu sinal de fumaça.”

Texto de Gesiel Jr. – Livro Reflexos.

Refletindo:

É comum sentirmos desânimo e desespero quando tudo está mal.
Nossa vida de confinamento, nossa empresa sem faturamento.
Nosso céu está escuro. Sim nosso abrigo está em chamas.
Com serenidade enfrentaremos esta Pandemia e que as chamas de nosso abrigo se transformem em renovação, assim como em uma floresta que renasce após as primeiras gotas de água.

Tenhamos FÉ.
Deus está conosco.

Fernando Ferreira da Silva
Conselheiro ADCE Sorocaba

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *